Pinhole Day Belém – 2013

banner-divulgação-branco

Belém, 02 de abril de 2013 – Estão abertas desde o dia 25 de março, as inscrições ao ciclo de oficinas e à jornada Pinhole Day Belém 2013, que serão realizados pela Associação Fotoativa durante todo o próximo mês de abril. Com o tema “Imagens em trânsito”, o evento deste ano valoriza a ideia de movimento e da relação das pessoas com a cidade, como forma de resgatar a noção de cidadão (o homem que ainda se sente parte de um lugar feito por e para ele) e o seu retorno às ruas.

Na jornada fotográfica, prevista para o dia 28 de abril, e no desenvolvimento de atividades com um grupo de pessoas diversas durante todo o mês, o trânsito extrapola os limites físicos e individuais, culminando num movimento que gera uma nova conjunção de sentidos, histórias pessoais, memórias coletivas, assim como de referências e trajetórias.

A programação envolverá seis tipos de atividades, ministradas por diversos profissionais, que favorecem do aprendizado sobre o fenômeno físico de formação da imagem à experimentação com câmeras construídas artesanalmente a partir de diversos materiais, incluindo outras câmeras digitais.

pinhole day- Foto- Marcelo Lelis11

Para se inscrever, basta procurar a secretaria da Associação, localizada na Rua das Mercês, número 19, no bairro da Campina, que também pode ser contatada pelo telefone (091) 3225-2754 ou e-mail a.fotoativa@gmail.com.

Pinhole Day – Todos os anos, em abril, cidades de todo o mundo celebram no mesmo dia a fotografia pinhole, técnica histórica por meio da qual é possível fotografar com uma câmera feita artesanalmente a partir de um recipiente protegido contra a luz, como uma caixa ou lata, furada minusculamente em um lado e contendo material fotossensível em seu interior. Uma forma de resistência ao ímpeto consumista por recursos altamente tecnológicos, potencialmente capazes de reeditar modelos conservadores e muitas vezes destinados ao descarte quase imediato rumo aos equipamentos mais recentes, a experiência também representa uma oportunidade ao conhecimento mais amplo e crítico do processo e à reflexão sobre a essência do fazer fotográfico.

Texto: Brenda Taketa – Assessoria Associação Fotoativa

 

Ciclo de oficinas – Confira as oficinas que compõem o ciclo de atividades do Pinhole Day deste ano:

CÂMERA OBSCURA EM FORMATO AMPLIADO: 20 vagas.
Data: 06 e 07.04.2013
Hora: 15h às 18h
Local: Associação Fotoativa.
Ministrantes: Adriele Silvas e Débora Flor
Taxa de inscrição: R$ 20,00.
Com o objetivo de entender melhor os fenômenos físicos relacionados à captura da imagem, os participantes desta oficina aprendem a construir uma Câmera Obscura de forma artesanal, o que lhes permite uma maior sensibilidade assim como noções fundamentais às demais etapas do fazer fotográfico.

MINI-PINHOLE: 20 vagas.
Data: 06 e 07 de abril.
Hora: 09h às 12h
Local: No Fórum Landi (Praça do Carmo/Cidade Velha).
Ministrantes: Irene Almeida
Taxa de inscrição: R$ 30,00
Resumo: oficina de iniciação à fotografia pinhole com minicâmeras construídas em processo artesanal. Para estes módulos não há necessidade de comprovação de experiências anteriores com fotografia artesanal.

PINHOLE FORMATO LIVRE: 15 vagas.
Data: 16, 18, 19 e 20 de abril
Hora: três primeiras aulas de 19h às 21h e última de 09h às 12h
Local: Fórum Landi
Ministrante: Miguel Chikaoka.
Taxa de inscrição: R$ 50,00.
Resumo: atividade destinada à construção de câmeras pinhole a partir do aproveitamento crítico – criativo de embalagens e materiais de sua escolha.

PIN LUX: 20 vagas.
Data: 13,14 e 20 de abril.
Hora: 15h às 18h.
Local: Associação Fotoativa
Ministrante: Joyce Nabiça.
Taxa de inscrição: R$ 50,00.
Resumo: curso destinado à execução de um projeto de construção de câmeras pinhole para uso de filmes 35 mm tomando como base uma caixa de fósforos “Fiat Lux”.

PINHOLE DIGITAL: 20 vagas.
Data: 23 e 25 de abril
Hora: 19h às 21h
Local: Fórum Landi (Praça do Carmo/Cidade Velha).
Ministrante: Miguel Chikaoka.
Taxa de inscrição: R$ 40,00.
Resumo: trabalho e exploração de possibilidades da fotografia pinhole utilizando câmeras digitais normais. Para tal, os interessados devem dispor de uma câmera fotográfica digital com objetiva intercambiável e que possua modos de operação manual.

PHOTOGRAFF: 10 vagas.
Data: 12, 13 e 14 de abril
Hora: 19h às 21h (dia 12) e 09h às 12h (dias 13 e 14)
Local: Fórum Landi (Praça do Carmo/Cidade Velha)
Ministrante: Jeyson Martins
Taxa de inscrição: R$ 50,00.
Resumo: abordagem sobre intervenções urbanas realizadas a partir de técnicas do graffiti aplicadas a registros fotográficos. Feitas por meio câmeras construídas com latas de spray descartadas por grafiteiros, essas imagens representam uma possibilidade de pensar a cidade como uma grande galeria a céu aberto.

 

Pinhole-Day-Cartaz

Exposição e bate-papo com o fotógrafo Marc Dumas

ikaros_conviteBelem

O salto, o impulso que faz os meninos imitarem o voo dos pássaros. Por apenas alguns segundos, eles flutuam entre o céu e a terra. Nesses instantes preciosos, o olhar estrangeiro de Marc Dumas se mostra atento. Uma mostra das imersões do fotógrafo francês por terras baianas em busca das aventuras de crianças enquanto brincam de voar estará em cartaz na exposição “Ikaros”, que abre no próximo dia 8 de janeiro naKamara Kó Galeria.

Trazendo no título o mito do homem que forjou asas de cera para alçar a liberdade, a mostra reúne 25 imagens. “Ikaros” é o desdobramento da pesquisa a flor da água iniciada durante a realização da primeira série de Dumas no Brasil, intitulada “Porto da Barra”. Sempre na mesma praia,o fotógrafo se concentra desta vez em torno dos meninos e rapazes que vêm mergulhar do alto do famoso trampolim localizado na praia do Porto da Barra em Salvador, na Bahia.

Ao contrário do mito de Ícaro, no paraíso dos meninos não há nenhuma fatalidade. “Saímos da água mais vivos do que nunca e começamos de novo, por puro prazer, sob o olhar zombeteiro das gaivotas”, narra Marc. “Estar no ar, driblar a lei da gravidade que nos obriga a cair na água, lugar de peixes”, poetiza o fotógrafo.

Num registro de sua experiência como expectador dos saltimbancos baianos, Dumas traduz em imagens o projeto no livro homônimo, que também será lançado na abertura da mostra.

Publicado no Brasil em 2011 pela Editora Tempo d’Imagem, “Ikaros” traz depoimentos de Marc. “Os mergulhadores ocasionais do Porto da Barra se jogam espontaneamente na água, e garantem o espetáculo. A foto os promove talvez… mas bem mais importante é o prazer de flutuar no ar um lapso de segundo”, diz o artista. “O gesto é a antítese do desempenho profissional, pois é uma busca da felicidade e da liberdade. Ficar suspenso num equilíbrio improvável, numa posição incongruente, mas que não deixa de ter lá sua elegância, tanto da parte do mergulhador como do fotógrafo”, completa Dumas.

Essa exposição conta com os benefícios da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e ao Esporte Amador Tó Teixeira e Guilherme Paraense, com o patrocínio da BLB Eletrônica.

 

Sobre o artista

Marc Dumas nasceu na França em 1955 e vive em Paris. É designer gráfico e multimídia, ilustrador e fotógrafo. Dirige na capital francesa a editora e agência Tout pour Plaire, especializada em comunicação cultural. Tem publicados, entre outros, três livros de fotografias: Porto da Barra (2009), Robomorphe (2011) e Ikaros (2011), editado no Brasil pela Editora Tempo d’Imagem. É professor de comunicação visual da École Camondo, em Paris.

SERVIÇO DA EXPOSIÇÃO

Abertura da Exposição “Ikaros”, de Marc Dumas, na Kamara Kó Galeria (Travessa Frutuoso Guimarães , 611, Campina), dia 8 de janeiro, às 19h30. Visitação de 9/01 a 19/01, de 15h às 19h (terças, quartas, quintas e sextas), e de 10h às 13h (sábados). Entrada franca. Informações e agendamentos: 91.32614809 | 91.32614240 kamarakogaleria@gmail.com | www.kamarakogaleria.com

CAFÉ FOTOGRÁFICO

CafeFotografico-emailMKT (4)