Exposição “Diagrama” na abertura da Galeria Elétrica

Em Belém quando pensamos em comprar ou consertar equipamentos de som, luz e imagem a referência é a travessa Frutuoso Guimarães, no Bairro da Campina, com suas mais de 30 lojas voltada ao comércio de eletroeletrônica em meio ao caos do Centro Comercial. Lojas e oficinas onde o low e o high tech , a pirataria de mídias e as rádios-cipó agora compartilham de um espaço ligado à arte contemporânea e suas interfaces tecnológicas. Uma iniciativa do professor e curador Ramiro Quaresma e da museóloga Deyse Marinho, que depois de mais de 10 exposições, em cinco anos, ligadas à arte e tecnologia como o Salão Xumucuís de Arte Digital e o Panorama da Arte Digital no Pará, transformaram o porão de casa na Galeria Elétrica, se inspirando na temática eletroeletrônica da rua e de suas experiências expográficas em artemídia.
As obras de arte digital de trinta artistas brasileiros que participaram das exposições do Xumucuís foram selecionadas para compor a exposição de abertura, “Diagrama”, com obras do acervo dos projetos. “A arte digital, em sua virtualidade e reprodutibilidade, criou novos dilemas para preservação e conservação de obras de arte. O acervo digital é guardado em discos rígidos e em nuvem, e as gravuras digitais já impressas sempre ocuparam as paredes de nossa casa. É uma nova concepção de coleção, não temos a propriedade delas, contatamos os artistas para propor essa exposição que revisita nossas exposições passadas e juntas e neste espaço simbólico adquirem novo sentido” comenta a museóloga Deyse Marinho, assistente de curadoria da exposição.
A proposta curatorial da exposição “Diagrama”, que inaugura a Galeria Elétrica, é composta de videoarte, projeções e gravuras digitais, e é uma referência do curador Ramiro Quaresma ao seu processo de pesquisa, idealização e realização das exposições “o diagrama é a primeira coisa que fazemos, dividindo os artistas em setores, em temáticas, pra depois subverter essa organização primeira para a fruição do público. Diagramar uma exposição é escrever com obras de arte, com o objetivo de levar ao público uma ideia, um conceito, uma imersão artística.”.
Os artistas convidados e que compõe a exposição, em ordem alfabética, são: Alexandre Silveira/sp, Algodão Choque/df, Cléber Cajun/pa, Denis Siminovich/rs, Diego De Los Campos/sp, Diogo Brozoski / rj, Diogo Vianna / pa, Eduardo Montelli/rs, Evna Moura/pa, Flamínio Jallageas/sp, Fernando Gregório & Vitor Negri/sp, Flávia Souza/pa, Henrique Montagne/pa, João Penoni/rj, John Fletcher / pa, Júnior Suci / sp, Leo Venturieri/pa, Lúcia Gomes/pa, Marcelo Armani / rs, Melissa Barbery / pa, Neuton Chagas / pa (in memorian), Paul Setúbal & Verônica Noriega /df, Pedro Vianna / pa, Renata Aguiar / pa, Ruma/pa, Shima /mg, Thales Leite/rj, Turenko/am, Valério Silveira/pa e Vanja Von Seck/pa.

Serviço:
Exposição “Diagrama”
Quando: 15 de Abril de 2016 às 20h.
Onde: Galeria Elétrica, Tv. Frutuoso Guimarães, 602. Campina. Belém-PA
Entrada franca

SPAM_Xumucuís / Ocupação de Arte Contemporânea

SPAM REDE DIV

Com Cléber Cajun, Diogo Vianna, Flávia Souza, Henrique Montagne Figueira e Renata Aguiar

Curadoria: Ramiro Quaresma

Ass. de Curadoria: Deyse Marinho

Abertura da ocupação artística SPAM Xumucuís, no prédio da Universitec, Agência de Inovação Tecnológica da UFPA, na terça-feira (31), a partir das 9h, dentro da programação de aniversário de seis anos da Agência, localizada no Setor Profissional da instituição, no Campus Guamá.

Catálogo_III Salão Xumucuís de Arte Digital

Salão Xumucuís de Arte Digital

III Salao Xumucuis CapaNesta edição são 36 artistas selecionados para a exposição e premiação, com obras em arte sonora, video-objeto, gravura digital, ações performáticas, web arte, artemídia, video arte e instalações, Paraenses e brasileiros juntos em uma narrativa contemporânea em exposição, obras de um tempo que é hoje.
Aldo Pedrosa (MG), Alexandre Silveira (SP), Ben Neumann (SP), Bruno Osório (RS), Cássia Correa Pereira, Marcelo Roberto Gobatto e Roger Neves Machado (RS), Chico Santos (PR), Coletivo Algodão Choque (DF), Diego de Los Campos (SP), Diogo Brozoski (RJ), Ednaldo Britto e Marcilio Costa(PA), Evna Moura (PA), Fernando Gregório e Victor Negri (SP), Fernando Velazquez e Giselle Beiguelman (SP), Henrique Montagne (PA), Hugo Nascimento (PA), João Agreli (MG), John Fletcher (PA), Leandro Dário (SP), Leonardo Venturieri (PA), Lou Amâncio e Matheus Aguiar (PA), Luisa Puterman (SP), Melissa Barbery (PA), Osvaldo Carvalho (RJ), Paul Setúbal e Veronica Noriega (GO), Pierre Lapalu (PR), Renata Roman (SP), Rodrigo Moreira…

Ver o post original 59 mais palavras