III Salão Xumucuís de Arte Digital : Mídias Selvagens

Lancamento III Salao Xumucuis de Arte Digital

O Salão Xumucuís de Arte Digital em sua terceira edição abre a chamada pública para receber inscrições para suas exposições a serem realizadas em Março de 2014. De 17 de Janeiro a 09 de Março através do site salãoxumucuisdeartedigital.wordpress.com e no e-mail xumucuis@gmail.com podem ser obtidas mais informação e o edital.

O tema desta edição é “Mídias Selvagens”, onde buscamos mais do que uma exposição, temos a intenção de discutir o espaço da arte contemporânea em plataforma tecnológica em Belém, na Amazônia e no Brasil, onde as obras transcendem o espaço expositivo convencional e se integram e transformam o cotidiano. Os trabalhos devem vir acompanhados de um dossiê assim como do currículo artístico e portfólio, e tudo que for pertinente para a análise dos projetos. São duas premiações, uma nacional e outra para artistas da região amazônica.

“O artista visual hoje em dia pensa em processos, construções poéticas, discursos, que vão além da obra de arte e é isso que queremos saber, como ele cria sua arte e como se relaciona com o mundo e seus dispositivos informacionais, tecnologia de ponta e obsoletos, em ambientes reais e virtuais” diz Ramiro Quaresma, idealizador e curador do Salão.

“Já montamos exposições nos melhores espaços expositivos de Belém, mas nesta edição optamos por não amarrar o artista ao cubo branco e expandir nosso circuito expositivo para a as possiblidades da cidade como um todo, rompendo com os muros que separam a sociedade e o sistema da arte contemporânea” comenta a coordenadora geral e designer expográfica do Salão, a museológa Deyse Marinho.

Em suas duas edições anteriores (2011 e 2013) e no Panorama da Arte Digital no Pará (2012) viabilizamos exposições com a participação de mais de 60 artistas de todo o Brasil, numa multiplicidade de obras que iam da arte sonora ao game arte, instalações e video performances, onde a arte e a tecnologia se integravam em um imersão aos sentidos, visitada por mais de 2000 pessoas, onde realizamos ações formativas para mais de 100 participantes entre artistas e estudantes.

O Salão de Arte Digital surge como proposta do pesquisador de artes visuais Ramiro Quaresma e da museóloga Deyse Marinho, que desde 2008 no blog Xumucuís (xumucuis.wordpress.com) discutem e divulgam artes visuais, patrimônio histórico e cultural, e museologia. Ano passado o Salão foi contemplado pela Funarte com o prêmio “Conexão Artes Visuais MINC/FUNARTE/Petrobras”, e nesta edição selecionado no edital Oi de Patrocínios Culturais, que também selecionou o projeto em sua primeira edição.

Informações e inscrições

III Salão Xumucuís de Arte Digital : Mídias Selvagens

xumucuis@gmail.com / facebook.com/salaoxumucuisdeartedigital  / twitter.com/xumucuis

Site: salaoxumucuisdeartedigital.wordpress.com

Edital: salaoxumucuisdeartedigital.wordpress.com/edital/

Período de Inscrição 17 de Janeiro  a 09 de Março de 2013

Uma realização Xumucuís, com apoio cultural do instituto Oi Futuro e patrocínio da Oi.

Exposição Itinerante “Museu é o Mundo” de Hélio Oiticica em Belém

O blog soube com grande felicidade que está sendo montada em Belém uma exposição itinerante, vinda de São Paulo e depois de Brasília, do artista Hélio Oiticica. De acordo com a divulgação da mostra de Brasília “A mostra revela o percurso de um dos maiores contestadores da sociedade e do mercado de arte, tratado como marginal no Brasil e ovacionado no exterior. Das abstrações geométricas aos bólides, parangolés e penetráveis, a exposição traça um rico perfil deste grande representante da arte brasileira. Ao lado de Lygia Clark, Hélio Oiticica é um dos nomes brasileiros mais reconhecidos lá fora.”

Depois do incêndio que em 2009 destruiu grande parte de seu acervo é uma oportunidade unica de presenciar a arte tão comentada, citada, imitada e pesquisada de Oiticica. Seguem algumas imagens da divulgação das montagens anteriores desse exposição. A divulgação ainda não foi feita oficialmente, mas segundo fontes vai ficar entre os dias 05 de Abril a 29 de maio de 2011 na sala Antonio Parreiras do Museu Histórico do Estado do Pará e no Centur.

Uma força tarefa capitaneada pelo Ministério da Cultura e pelo pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) iniciou a higienização e restauração de telas e peças, processo que está em andamento até 2011, quando serão incorporadas à mostra. O Ministério da Cultura investiu mais de R$ 800 mil na reforma do espaço e mais de R$ 2,3 milhões na recuperação e difusão da obra de Oiticica. Nesta itinerância foram aplicados R$ 1,5 milhão, o que resultou na maior retrospectiva do artista, jamais vista anteriormente.

“A exposição prova que a obra de Hélio Oiticica não acabou. Pelo contrário, ela está mais viva do que nunca. Era isso o que o Hélio queria: colocar todo o seu percurso de artista, desde a adolescência até o final de sua obra, com a exibição de obras e categorias que nunca foram mostradas na sua plenitude”, explica César Oiticica Filho, sobrinho de Hélio e um dos curadores da mostra, ao lado de Fernando CochiaralleWagner Barja.

O blog do projeto Arte na Escola da Ufpa divulgou a seguinte programação para as ações educativas da exposição “O Museu é o Mundo” de Hélio Oiticica.

“atitudes e forma” é um programa de atividades de ação educativa em espaços culturais para ser realizado durante a exposição “Hélio Oiticica – museu é o mundo” que ocorrerá em Belém no período de 05 de abril a 29 de maio de 2011.
“atitudes e forma” propõem experimentar as tensões entre obra e “participador”1 levando ao máximo as manifestações ambientais tão possíveis dentro da obra de Hélio Oiticica.
Em conversas conduzidas diariamente por mediadores culturais – em dois espaços da exposição – grupos divididos com cerca de 20 estudantes serão convidados a refletir e experimentar algumas das proposições e questões presentes na produção de Hélio Oiticica. Os estudantes poderão projetar suas idéias e interagir com os trabalhos participando da mini-oficina “emQUADRADO” em que serão convidados a refletir sobre o que foi o movimento neoconcreto, o abstracionismo, a temporalidade fenomenológica da obra e a condição de participador.

Locais:
• Museu Histórico do Estado do Pará (MHEP) – Galeria Antônio Parreiras
Palácio Lauro Sodré – Praça Dom Pedro II, s/nº – Cidade Velha -Belém – Pará
Visitas Agendadas: terça à domingo: 10h às 16h;

• Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (FCPTN – CENTUR)
Avenida Gentil Bitencourt, 650 – Nazaré – Belém – Pará
Visitas Agendadas: segunda à sexta: 09h às 18h;

A Ação Educativa “atitudes e forma” oferece ônibus gratuito em número LIMITADO para instituições públicas e organizações sociais.
Classificação: a partir de 6º ano do ensino fundamental.
Duração média: 90 minutos

SERVIÇO:
Agendamento para Ação Educativa “atitudes e forma”
Exposição “Hélio Oiticica – o museu é o mundo”
Período de agendamento: de 14 de março à 29 de maio de 2011.

Mais Informações e agendamento
Email: atitudeseformaoiticica@gmail.com
Tel: (91) 82006363 – Adriele Silva da Silva
(91) 88155767 – Heldilene Reale

No convite de divulgação da exposição em Brasília podemos conferir três intervenções da exposição, espero que todas sejam montadas para o público de Belém.

Também encontrei dois vídeos bem longos (mas valem a pena conferir) realizados pela Roda de Docs sobre a primeira montagem da exposição, no Instituto Itaú Cultural em São Paulo, mostrando a magnitude da exposição.